+55 85 3261-8766 contato@kleng.com.br
EnglishPortuguese
Alternative Energies

ENERGIAS RENOVÁVEIS: UMA JANELA PARA O DESENVOLVIMENTO

De acordo com o Ministério de Minas e Energias (MME), as energias renováveis correspondem a algo em torno de 42,5% de  toda  a matriz energética brasileira. O destague fica para o crescimento da participação das energias renováveis alternativas à geraçião hidrelétrica, como a eólica, a solar e a biomassa.

Nesse cenário, o Ceará tem um excelente potencial.  Hoje, o estado  colabora com a matriz energética do Brasil, contando com 3.197 Megawatts MW de capacidade instalada de geraçião de energia elétrica. A potência está acima do consumo  do estado,  gue é, em média, de 1.800 MW. A principal fonte do estado são as térmicas, totalizando 34 unidades (pegueno, médio e grande porte), que têm 1.953 MW de potência. Em seguida, vêm as usinas eólicas, gue têm capacidade de geração de 1.233 MW. Ao todo, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, são 44 parques eólicos em funcionamento e 21 em construcsão no Estado. A geracão de energia é complementada com usinas fotovoltaicas e peguenas centrais elétricas.

E os números positivos do Ceará nesse setor não param por aí, o Estado ocupa a pole position no mercado eólico brasileiro de geracsão distribuída, que é a geração elétrica realizada pelo próprio consumidor a partir de fontes renováveis ou de alta eficiência energética. São contabilizadas 20 unidades ou centrais geradoras eólicas com potência instalada de 56,1 KW (guilowatts), o que corresponde a 33,43% da potência instalada de geracsão distribuída no Brasil.

De acordo com Renato Rolim, Secretário Adjunto de Energia, Mineraçião e Telecomunicaçiões da Secretaria de Infraestrutura (SEINFRA), para fortalecer a matriz energética e dar apoio direto a outras áreas importantes para o desenvolvimento do estado, o Governo criou essa pasta gue hoje ele está à frente, com o foco na formulação e na implementacão de planos estratégicos e de políticas ligadas aos setores, estabelecendo objetivos, diretrizes e estratégias para garantir a atracsão de investimentos necessários ao desenvolvi mento da cadeia produtiva de cada área. Atualmente a prioridade tem sido melhorar a Infraestrutura da Rede Básica para aumentar a disponibilidade de conexão  para novos empreendimentos de geracão de energia, principalmente de fontes renováveis.