KL Engenharia


A KL Engenharia, em consórcio com empresa parceira, Gerenciadora do Programa Águas do Sertão (PAS) da Secretaria das Cidades do Governo do Estado do Ceará (SCidades), foi responsável pela elaboração e planejamento dos estudos e ações do eixo estratégico do Programa de Eficiência Energética na Operação de Serviços de Saneamento Rural do PAS no Plano Estratégico de Saneamento Básico do Estado do Ceará.

Os estudos em energias renováveis do PAS (SCidades) são integrantes do Pacto pelo Saneamento, sendo este coordenado pelo Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará. Atualmente, foi apresentado para apreciação e consulta pública, e, desse modo, seu diferencial consiste na importância da implementação de uma gestão compartilhada de seus diversos atores em consonância com a universalização do saneamento básico, principalmente em áreas rurais do estado do Ceará, com ênfase na sustentabilidade e otimização dos recursos disponíveis no meio ambiente, através do fortalecimento das políticas públicas com órgãos públicos, secretarias de estado, prefeituras municipais, associações, instituições e, especialmente, a sociedade cearense, visto que o desenvolvimento de ações em saneamento geram impactos positivos na promoção da qualidade de vida e saúde.

Concomitantemente, as ações do Programa Águas do Sertão são desenvolvidas em consonância com as diretrizes da Organização das Nações Unidas (ONU), alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), como com a ODS6 – Água Potável e Saneamento e ODS7 – Energias Renováveis e Acessíveis, que têm o objetivo de garantir disponibilidade e gestão sustentável de água para todos, além dos investimentos em energias limpas e seguras.

Considerando que, na fase de diagnóstico das localidades selecionadas na área rural do estado do Ceará, foi verificado que, em alguns casos, para fins de implantação dos Sistemas de Abastecimento de Água (SAAs) e Sistemas de Esgotamento Sanitário (SESs), seriam necessários investimentos significativos na área energética, visto que a infraestrutura existente da rede de energia elétrica necessita de melhorias de ordem técnica através do aparelhamento propriamente dito, como mudança da tipologia de redes de distribuição e/ou alimentação da tipologia monofásica para trifásica.

A Matriz Elétrica Brasileira dispõe, em sua grande maioria, da fonte de energia hídrica, por meio do montante instalado de 109.301 MW (59,80%), no término do ano de 2021, para fins de geração de energia elétrica (ANEEL e ABSOLAR, 2022). Atualmente, considerando o cenário nacional, o Brasil enfrenta uma crise energética, sobretudo, pelo fato de que 59,80% dos recursos disponíveis são provenientes de fontes hídricas. Como fato agravante, destaca-se que o Sistema Elétrico no Brasil é interligado nacionalmente, o que afeta diretamente todos os estados brasileiros.

Diante do exposto, faz-se necessário investimentos em energias renováveis, principalmente pelo cenário da escassez hídrica e necessidade de diversificação da matriz energética brasileira através de uma gestão eficiente dos recursos naturais e energéticos com ênfase em soluções limpas e sustentáveis. Portanto, diante da problemática existente, serão desenvolvidas as seguintes ações no Programa Águas do Sertão.